SISTEMAS E SOLUÇÕES

Sist. para Aeronaves de Asas Fixas
  - WAD - Wide Area Display
  - A-1 (AMX)
  - AF-1
  - A-29 (EMB-314 Super Tucano)
  - Aviônicos
  - C-95M e P-95M
  - Dash V
  - KC-390
  - F-5M
  - Simulador - Força Aérea - EHUD
  - Sistema de Guiagem por Acompanhamento de Relevo
  - T-27

Sist. para Aeronaves de Asas Rotativas
  - Anvis HUD
  - D-Atena
  - Micro-Atena
  - STAR - Kit de Guiagem a Laser

Aeronaves Remotamente Pilotadas
  - Skylark® I-LEX
  - Hermes® 90
  - Hermes® 450
  - Hermes® 900

Segurança Pública
  - Safe Border
  - Safe City
  - Safe Ports
  - Safe Sites
  - Sigop
  - Lorros
  - Seros
  - Skeye
  - Simulador Segurança Pública

Sistemas para Blindados
  - DVE - Sistema de Condução Noturna
  - Simuladores para o VBPT - Guarani
  - UT30BR

Sistemas de Comunicação
  - MIPR
  - mTMR
  - MSR-3400
  - SDR-7200HH

Sistemas de Navegação
  - EGI

Sistemas para Tropas a Pé
  - Display de Combate
  - JS EYEPIECE
  - PDU
  - RAPTOR
  - S-NAV

Sistemas Optrônicos
  - Aquisição e Designação de Alvo
  - Família ATENA
  - Família Coral
  - GroundEye
  - Coral CR Atris
  - LIZ-M
  - Loris
  - MARS
  - Oasis

Contrato de Suporte Logístico
  - CLS
  - Login DCS

Sistemas Espaciais
  - Computador de Bordo
  - MMM - Microssatélite Multimissão Militar
  - Suprimento de Energia

Treinamento e Simulação
  - Forças Terrestres - Tatical e QG
  - Forças Terrestres - Treinamento ao Vivo
  - Forças Terrestres - Operadores
  - Forças Navais
  - Simulador Segurança Pública
  - Simulador - Força Aérea - EHUD
  - Simuladores para o VBPT - Guarani


 

Notícias
 
23/Nov/2016
Saab e Embraer inauguram o Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen no Brasil
 

A Saab, empresa de defesa e segurança, e a Embraer Defesa & Segurança inauguram hoje o Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen (Gripen Design Development Network - GDDN), em Gavião Peixoto (SP). O GDDN será o hub de desenvolvimento tecnológico do Gripen NG no Brasil para a Saab e a Embraer, junto às empresas e instituições brasileiras parceiras: AEL Sistemas, Atech, Akaer e Força Aérea Brasileira, por meio de seu departamento de pesquisa DCTA.

O GDDN contempla o ambiente e os simuladores necessários para o desenvolvimento dos caças. Além disso, o GDDN está conectado à Saab na Suécia e aos parceiros industriais no Brasil, assegurando transferência de tecnologia e desenvolvimento eficientes.

“Temos um compromisso de longo prazo com o Brasil. O lançamento do GDDN é um marco importante no programa brasileiro do Gripen, pois será a base para a transferência de tecnologia e o desenvolvimento dos caças no país”, disse Håkan Buskhe, CEO e presidente da Saab.

“Embraer e Saab têm ambas um histórico longo e comprovado no desenvolvimento e aplicação de tecnologias inovadoras na indústria aeronáutica. Essa cooperação é fundamental para garantir o melhor apoio às operações da Força Aérea Brasileira pelos próximos anos”, disse Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança.

O edifício do GDDN está localizado nas dependências da Embraer, em Gavião Peixoto (SP), onde também ficará baseado o Centro de Teste de Voos do Gripen e onde será realizada a montagem final da aeronave.

Fatos sobre o programa de transferência de tecnologia

Entre 2019 e 2024, 36 caças Gripen NG serão entregues à Força Aérea Brasileira. Para cumprir o cronograma, a Saab tem uma forte parceria colaborativa com empresas brasileiras, tais como Embraer, AEL Sistemas, Akaer, Atech, Mectron, Inbra e Atmos.

O programa de transferência de tecnologia para o Brasil cobre quatro áreas que visam fornecer à indústria aeroespacial brasileira a tecnologia e o conhecimento necessários para manter e desenvolver o Gripen no Brasil:

• Treinamento teórico
• Programas de Pesquisa e Tecnologia
• Treinamento on-the-job na Suécia
• Desenvolvimento e produção

Entre outubro de 2015 e 2024, mais de 350 profissionais, entre engenheiros, operadores, técnicos e pilotos das empresas parceiras da Saab e da Força Aérea Brasileira, irão à Suécia para participar de cursos e treinamentos on-the-job. Habilidades e conhecimentos serão adquiridos pela indústria brasileira, possibilitando um extenso trabalho de desenvolvimento e produção do Gripen, incluindo a montagem final no Brasil. Até hoje, cerca de 100 profissionais brasileiros estiveram na Suécia e começaram a retornar ao Brasil no início deste mês. O programa de transferência de tecnologia é dividido em 60 projetos-chave, com duração de até 24 meses.

A Embraer desempenhará um papel de liderança na execução do programa e realizará uma grande parte do trabalho de produção e entrega das versões monoposto e biposto do Gripen NG. A empresa será responsável por uma quantidade considerável do trabalho em desenvolvimento de sistemas, integração, testes de voo, montagem final e entregas de aeronaves. Além disso, Embraer e Saab serão responsáveis pelo desenvolvimento completo da versão biposto do Gripen NG.

Fonte: Embraer

 
 
 
menu_inf servicos imprensa fornecedores vagas noticias servicos_downloads clientes servicos_trabalhe_conosco gestao_da_qualidade servicos_trabalhe_conosco ael sistemas