SISTEMAS E SOLUÇÕES

Sist. para Aeronaves de Asas Fixas
  - WAD - Wide Area Display
  - A-1 (AMX)
  - AF-1
  - A-29 (EMB-314 Super Tucano)
  - Aviônicos
  - C-95M e P-95M
  - Dash V
  - KC-390
  - F-5M
  - Simulador - Força Aérea - EHUD
  - Sistema de Guiagem por Acompanhamento de Relevo
  - T-27

Sist. para Aeronaves de Asas Rotativas
  - Anvis HUD
  - D-Atena
  - Micro-Atena
  - STAR - Kit de Guiagem a Laser

Aeronaves Remotamente Pilotadas
  - Skylark® I-LEX
  - Hermes® 90
  - Hermes® 450
  - Hermes® 900

Segurança Pública
  - Safe Border
  - Safe City
  - Safe Ports
  - Safe Sites
  - Sigop
  - Lorros
  - Seros
  - Skeye
  - Simulador Segurança Pública

Sistemas para Blindados
  - DVE - Sistema de Condução Noturna
  - Simuladores para o VBPT - Guarani
  - UT30BR

Sistemas de Comunicação
  - MIPR
  - mTMR
  - MSR-3400
  - SDR-7200HH

Sistemas de Navegação
  - EGI

Sistemas para Tropas a Pé
  - Display de Combate
  - JS EYEPIECE
  - PDU
  - RAPTOR
  - S-NAV

Sistemas Optrônicos
  - Aquisição e Designação de Alvo
  - Família ATENA
  - Família Coral
  - GroundEye
  - Coral CR Atris
  - LIZ-M
  - Loris
  - MARS
  - Oasis

Contrato de Suporte Logístico
  - CLS
  - Login DCS

Sistemas Espaciais
  - Computador de Bordo
  - MMM - Microssatélite Multimissão Militar
  - Suprimento de Energia

Treinamento e Simulação
  - Forças Terrestres - Tatical e QG
  - Forças Terrestres - Treinamento ao Vivo
  - Forças Terrestres - Operadores
  - Forças Navais
  - Simulador Segurança Pública
  - Simulador - Força Aérea - EHUD
  - Simuladores para o VBPT - Guarani


 

Notícias
 
20/Out/2011
Exército Brasileiro apresenta a torreta não tripulada UT30BR
 

No dia 11 de outubro o Ex rcito Brasileiro apresentou oficialmente seu ve culo blindado de transporte m dio sobre rodas (VBTP/R) Guarani, equipado com a torreta n o tripulada de 30mm UT30BR, de fabrica o da AEL Sistemas. O evento foi realizado no Centro de Avalia es do Ex rcito, no Rio de Janeiro (RJ), e teve a presen a do ministro da Defesa, Celso Amorim, do comandante do Ex rcito, general Enzo Peri, e de observadores do Ex rcito Argentino.

Com o aumento das opera es militares em reas urbanas e a crescente participa o em miss es de paz das Na es Unidas, Ex rcitos de diversos pa ses t m se deparado com a dificuldade no emprego de ve culos blindados nessas reas. Em conflitos na frica, Iraque, Afeganist o e no Haiti, p de-se identificar que os artilheiros que estavam sobre os ve culos militares e sua tripula o, poderiam ser alvos f ceis de franco atiradores escondidos sobre lajes e pr dios. Da mesma forma, o emprego de for as regulares e a opera o de blindados nesses locais, onde geralmente h forte presen a de popula o civil e de n o combatentes, fez com que as regras de engajamento se tornassem cada vez mais rigorosas, buscando diminuir os danos colaterais das opera es de guerra.

A necessidade da identifica o do alvo e do seu engajamento controlado, ao evitar rajadas numa rea confinada, foi como as outras, as raz es para o desenvolvimento de sistemas especiais, que aumentam a precis o e o poder de fogo dos ve culos, garantam a prote o bal stica a seus operadores enquanto que diminuam eventuais danos n o desejados nessas situa es.

Para estar preparado para futuras opera es com blindados em tais condi es, o Ex rcito Brasileiro selecionou e contratou a UT30BR para equipar seu novo ve culo Guarani, produzido pela IVECO. O m dulo de observa o do atirador um sistema estabilizado de dois eixos que consiste basicamente de uma c mera de vis o diurna tipo CCD colorida, uma c mera de vis o noturna de imageamento t rmico infravermelho (IRT) e tel metro Laser (LRF). Este sistema de torreta n o tripulada fabricado pela empresa brasileira AEL Sistemas e o primeiro do tipo em opera o na Am rica Latina.

A esta o do comandante um sistema com vis o panor mica n x 360 , protegido por blindagem, estabilizado em dois eixos, contendo uma c mera de vis o diurna tipo CCD colorida, uma c mera de vis o noturna de imageamento t rmico infravermelho (IRT) e que opera independentemente do movimento da torre. O sistema permite que o comandante tenha plena capacidade de assumir o controle, sobrepondo-se ao atirador. A UT30BR inclui dois sistemas de rastreamento autom tico de alvos; um para o comandante, e o outro para o atirador, oferecendo um sistema no estado-da-arte em termos de capacidades operacionais e de tomada de decis o.

O armamento da UT30BR consiste de um canh o de 30mm e uma metralhadora coaxial de 7.62mm. O canh o principal um ATK Bushmaster Mk.44, com carregamento independente, tendo a possibilidade de realizar tiro simples, autom tico ou rajadas de cinco disparos. A metralhadora coaxial, certificada de acordo com as especifica es padr o OTAN, uma arma de 7.62mm montada esquerda do canh o em um reparo ajust vel.

O compartimento da muni o do canh o vem preparado com 200 proj teis, divididos em dois compartimentos blindados (um de 150 e outro de 50). A muni o para a metralhadora, pronta para uso, armazenada em um compartimento blindado e desmont vel, com capacidade para 690 proj teis. A UT30 inclui um sistema de vis o eletro- ptica diurna/noturna, estabilizado em dois eixos e com vis o panor mica para o comandante e um sistema de vis o eletro- ptica diurna/noturna para o atirador, estabilizado em dois eixos, com tel metro laser integrado, computador bal stico, capacidade de opera o hunter-killer e de rastreamento autom tico de alvos ATT (Automatic Target Tracking), sistema de detec o de incid ncia de laser ELAWS-45, al m de monitores coloridos tipo LCD militarizados, botoeiras e manoplas multifuncionais. Trata-se de um sistema de controle de tiro completo, estabilizado em dois eixos, eletricamente comandado para os movimentos de eleva o e rota o (azimute).

A UT30 permite ao atirador e/ou comandante (somente um membro da tripula o necess rio para operar a UT30BR) controlar, de forma remota, o sistema de armas de dentro do ve culo e adquirir alvos terrestres e/ou alvos em grandes altitudes com o ve culo estacionado ou em movimento, durante o dia ou noite, em qualquer condi o clim tica, e a dist ncias curtas ou longas. A torre pode ser controlada em giro por nx360 (n mero de voltas ilimitado) e em eleva o de -15 a +60 . O controle de tiro possui um sistema duplo de rastreamento autom tico de alvos, com o objetivo de melhorar a probabilidade de acerto e o processo de aquisi o.

A prote o STANAG 4569 da UT30, N vel 2, garante prote o mec nica e bal stica de todos os subsistemas da torre. Apresenta blindagem b sica com prote o contra tiros de 7,62x51mm AP, a uma dist ncia de 30 metros, em 360 de azimute e de 0 a 30 em eleva o, para todos os subsistemas da torre (instrumentos pticos, cofre de muni o, etc). A torre pode ser colocada em uma posi o retr til, o que diminui a altura total do VBTP, facilitando o transporte a reo, terrestre e mar timo. A altura da torre, em rela o plataforma, na posi o retr til, de 655mm.

A UT30BR poder ter provis es para a integra o e instala o de sistema de lan amento de m sseis guiados anticarro ATGM (Anti-Tank Guided Missile), equipado com designador laser e integrado no sistema de observa o do atirador, tel metro laser integrado ao sistema de observa o panor mica do comandante, esta o de controle remoto (controle total da torre, incluindo movimento e tiro) para opera o de dentro ou fora do VBTP. A interface com a plataforma do ve culo ser projetada de modo a otimizar o ngulo de depress o de tiro.


Escrito por Kaiser Konrad

 
 
 
menu_inf servicos imprensa fornecedores vagas noticias servicos_downloads clientes servicos_trabalhe_conosco gestao_da_qualidade servicos_trabalhe_conosco ael sistemas